sexta-feira, 17 de junho de 2016

Anicomics 2016: Falta 1 dia
Entrevista a Mário Freitas


Falta menos de 1 dia para que este grande evento se inicie.
Esperemos que esta edição num ambiente maior leve ainda  mais grandiosidade ao Anicomics, já há muito tempo que merecia um espaço maior e agora com o Fórum de Lisboa este requisito de crescimento foi satisfeito!

Fiquem com uma pequena entrevista ao organizador Mário Freitas:

_______________________________________________________
____________________________

O Anicomics ao fim de tantos anos muda de local, e esteve quase para não se realizar este ano. Quais foram os motivos para esta situação e como conseguiste assim a mudança para o Fórum de Lisboa em tempo recorde?

Antes de mais, obrigado pela oportunidade, Nuno. Só lamento que isto vá ter de ser telegráfico. Pouco depois da edição do ano passado, cheguei a ter tudo acertado com o Teatro Armando Cortez para fazer lá o evento este ano. Infelizmente, uma mudança repentina na gestão do espaço e o vazio que se chegou a criar obstaram a que se concretizasse a mudança para esse espaço. Quando voltaram a contactar-me, já foi tarde demais.

O que podemos esperar desta mudança de espaço? Com certeza tiveste de adaptar bastantes situações devido à formatação de tantos anos para a Biblioteca Orlando Ribeiro.

Algumas, mas não tantas assim, sobretudo porque este espaço é maior e com melhores condições e, quando assim é, tudo se torna mais simples. E isso responde à tua pergunta: podemos todos esperar um AniComics maior e melhor e, sobretudo, com muito mais espaço e conforto para os vistantes no auditório. Passámos de 140 para 701 lugares.

Este ano, mais uma vez, vais passar em revista nos painéis e lançamentos bastante do que se editou e vai editar nos tempos mais recentes da BD feita por portugueses. O que pensas da vitalidade da BD portuguesa relativamente ao ano passado?

Creio que não há grandes alterações, até porque 2015 foi dos melhores anos da BD portuguesa, desde há muito tempo. O que é fantástico é que continuam a surgir novos autores e novos projectos com enorme qualidade e pernas reais para andar, e creio que isso vai ficar demonstrado de forma inequívoca nesta edição do AniComics.

O mundo do Cosplay vai estar em grande neste Anicomics 2016. Esperas uma nova subida de qualidade devido à cada vez maior afluência de concorrentes?

Espero sempre dos visitantes e concorrentes e exijo sempre isso dos meus convidados. O AniComics foi pioneiro em Portugal na apresentação de shows de qualidade sem carga competitiva ,e nas situações insólitas e inesperadas em palco que trazem sempre uma gargalhada aos presentes e tornam este evento tão especial. Este ano, quem subir ao palco terá uma plateia enorme à sua frente; só espero que não fiquem nervosos perante tal responsabilidade. Já mencionei que são 701 lugares sentados?


Reparei que o Steampunk (que eu adoro) vai dar entrada no Anicomics com um painel e com um Workshop. O que te fez pensar na inclusão deste tema no programa?

Começou timidamente o ano passado com um pequeno painel e este ano alargámos a parceria com a Liga Steampunk de Portugal. O Steampunk tem um visual espectacular e muito criativo e casa muito bem com toda a cultura POP e de Cosplay, tão marcante neste evento.

O Painel “Cultura POP” ainda não tem nomes designados. Não consegues adiantar nenhum nome que tenha sido confirmado nestes últimos dias?

Já foram todos confirmados, desculpa o atraso na resposta à entrevista :) São pessoas ligadas a blogs e magazines online que se dedicam à cobertura e divulgação de cinema e séries de TV, e vários deles nutrem em comum uma enorme febre coleccionista pelos Funko POP, as figuras de vinil que ameaçam, seriamente, dominar o mundo.

Que mensagem podes deixar para os leitores do LBD e para o público em geral?

Não percam este AniComics. Não vão mesmo arrepender-se, por todas as razões deste mundo. Um alerta em particular para os fãs de Banda Desenhada, que terão direito este ano a um painel de luxo de autores portugueses, presentes na Artist's Alley Pro do evento. Vamos oferecer à entrada um booklet exclusivo composto quase integralmente por ilustrações inéditas de vários desses artistas presentes. E será exclusivo do AniComics, não contem em comprá-lo depois do evento.

Obrigado Mário :)

Fiquem com uma imagem do booklet a ser oferecido à entrada...


...e com a planta do Fórum de Lisboa com o programa deste Anicomics 2016


A informação completa está no site do Anicomics, é só seguir o link!

http://anicomics-lisboa.net/

Boas leituras e bom festival!



Deixa o teu comentário

Sem comentários:

Enviar um comentário

Bongadas