segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Druuna: Creatura


Druuna é uma série complexa que mescla ficção-científica, horror, erotismo e metafísica com cenários grandiosos de tão decadentes que são. As aventuras da voluptuosa mulher estão completamente impregnadas em sexo, violência e desespero. Druuna não hesita em trocar favores sexuais para se manter viva, e na realidade com a perversão levada ao limite, é a única maneira desta se manter viva e incólume! É um grande périplo no mundo do sonho, do espaço e do tempo, Serpieri não fez uma estória fácil, tive de voltar muitas vezes atrás, mesmo a livros anteriores para conseguir perceber aqueles mundos decadentes por onde se passa toda a acção. As transições de espaço na narrativa são bastante importantes, e na realidade muito bem-feitas. Serpieri passa dos espaços amplos e luminosos para a exiguidade quase claustrofóbica com grande mestria. Por vezes o leitor sente mesmo este aperto ao seguir as personagens a entrar em corredores mais estreitos, por vezes confinando o clímax da cena a uma pequena sala; e fazendo o contraponto claustrofóbico temos quase sempre uma cena de grande desespero e violência, tanto gráfica como emocional.
Como referência podem clicar nestas hiperligações para ver as outras entradas de Druuna neste blogue, sobretudo a que trata dos dois primeiros volumes:
Druuna
Ilustração: Druuna X2
Ilustração: Druuna
Depois dos dois primeiros volumes (editados em português) surge “Creatura”, livro que se inicia no espaço profundo a bordo de uma nave. Este volume dá saltos narrativos do mundo do sonho para realidade, e ao mesmo tempo existe um grande salto temporal do segundo volume para este terceiro. A nave espacial “The City” foi completamente tomada pela matéria orgânica denominada “O Mal”, embora e apesar disso alguns grupos humanos ainda consigam sobreviver. Lewis e o computador Delta tornaram-se um, a apoderaram-se ainda de Shastar, o eterno amante de Druuna. Esta trindade fundiu-se com a nave e protege Druuna do espaço putrefacto do seu interior. Mandam mensagens subliminares para o subconsciente do comandante (Will) da pequena nave que se aproxima, fazendo com que este seja impelido a resgatar Druuna do inferno onde ela se encontra. Mas existe uma tentativa de fecundar Druuna por parte da nave “The City”, agora quase completamente orgânica… será que na realidade isto aconteceu? E se aconteceu, será que “O Mal” se vai conseguir disseminar para além da nave “The City”? E que foi fácil de mais o resgate da bela jovem, aliás a própria nave “The City” ajudou…
Fica tudo em aberto neste volume. O próximo é “Carnívora”! Fiquem atentos.
Como devem calcular, não posso pôr as imagens mais fortes do livro, para não ferir algumas susceptibilidades... de qualquer modo, louvo o trabalho do censor que se entreteve no princípio do livro a pôr balões em cima do sexo masculino, mas que se cansou a meio do livro. Devia estar a dar-lhe trabalho de mais!
:D

Boas leituras

Hardcover
Criado por: Paolo Eleuteri Serpieri
Editado em 1993 pela Heavy Metal
Nota : 9 em 10
Deixa o teu comentário

Enviar um comentário