segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Cinema: Doutor Estranho
(Doctor Strange)



Fui ver este filme a semana passada, e levava comigo um certo hype para ser honesto.
Doutor Estranho é mais um filme do universo cinemático da Marvel, o último que saiu, e que conta a origem do Mago Supremo.

Desde já digo que não caio nessas ratoeiras de vestir a camisola da DC ou da Marvel, sou adepto dos dois universos e sinceramente essa coisa do Sporting vs Benfica dos comics não me assiste.

A Marvel tem construído um bom universo para o cinema, mas contabilizando assim de cabeça só acho que sejam garantidamente bons 4 ou 5 filmes. O resto é bastante mediano, abusando em efeitos especiais para compensar argumentos mais fracos, e ainda existe um que eu considero mesmo fraco.

Como é lógico dificilmente se pode ter um pleno de filmes fantásticos, mas os filmes medianos também dão corpo a este universo tornando-o coerente e ligado.

Este Doutor Estranho deixou-me um pouco sem saber o que pensar mal saí do cinema. Eu estava à espera de uma coisa, e saiu-me outra. Estava à espera de um filme mais trabalhado na ascensão de Stephen Vincent Strange a Mago, com os protagonistas desta fase inicial mais bem aprofundados, e com o Mordo como o vilão deste filme.

Pois, não foi assim. Scott Derrickson, que escreveu e dirigiu este filme, colocou a carne toda no assador e retirou Mordo da galeria dos vilões neste filme (talvez já a pensar no próximo), fazendo com que o supremo vilão fosse o próprio Dormammu, muito bem secundado por Kaecilius e seus acólitos.
Agora a frio e pensando bem no filme, acabo por o colocar dentro do lote dos bons filmes da Marvel.

As personagens principais e actores:
  • Benedict Cumberbatch - Dr. Stephen Strange
  • Chiwetel Ejiofor - Mordo
  • Rachel McAdams - Christine Palmer
  • Benedict Wong - Wong
  • Mads Mikkelsen - Kaecilius
  • Tilda Swinton - The Ancient One 


Strange está bem trabalhado na sua arrogância inicial e posterior aprendizagem, temos um excelente Ancient One, um Mordo para já diferente do seu homólogo dos comics e um Kaecilius que me surpreendeu como vilão.
Uma das coisas que falta nos filmes actuais na sua generalidade, e nos de super-heróis em particular, é de um vilão a sério. Malvado. Com um aspecto tenebroso. Kaecilius conseguiu isso. Parabéns!
A Anciã ficou espectacular, sempre que entra numa cena sente-se a sua presença, é ela que ocupa sempre o espaço central. Tilda Swinton foi uma excelente escolha!
Uma palavra especial para a aparência de Dormammu… fiquei surpreendido! Está excelente e não era trabalho fácil!

Do argumento não vou falar muito mais do que já referi, visto que o filme ainda está em exibição. Mas uma das coisas que tenho a apontar é que agora todas as personagens sabem dizer piadolas! O Strange quase fica quase igual ao Tony Stark, que começou a senda das piadas, Cap. América, Thor, Hulk, enfim, todos são personagens engraçadas e cómicas... menos, está bem? Começa a não ter piada nenhuma!


Da parte dos efeitos, bom, foi do melhor que vi num filme de super-heróis, a lembrar o Inception mas mais pormenorizado. Acho que é um dos poucos filmes que vale a pena ver em 3D.

Recomendo o filme! Fiquem com três clips do filme:










Boas leituras





Deixa o teu comentário

Enviar um comentário