terça-feira, 29 de abril de 2008

Sexo, Mentiras e Fotocópias


Sexo, Mentiras e Fotocópias é basicamente um livro divertido para quase todas as idades.
É um livro que pretende ser fonte de boa disposição, e gargalhadas de vez em quando (também depende do estado de espírito do leitor). Neste aspecto está muito bem conseguido, o autor Português Álvaro "massacra" o leitor com 60 pranchas (páginas), contando as desventuras de um rapaz que só queria uma folha A3... numa loja de fotocópias! A partir daqui, a acção rola quase a roçar o sadismo em relação ao desgraçado do moço, que caiu nas mãos de uma "técnica" no domínio da arte de tirar fotocópias!
Parabéns ao Álvaro por ter conseguido levar avante este seu projecto, que provoca boa disposição ao leitor e que mostra que em Portugal também se faz Banda Desenhada vendável que com um bocadinho mais de publicidade, eu penso que venderia muitos mais exemplares. Pela minha parte faço aqui a publicidade que posso...
São 60 pranchas (páginas) de BD, mas o livro tem 75 páginas no total. No fim Álvaro escreve um interessante epílogo, escrito também com algum humor, em que faz a história do seu percurso profissional (ou não) e tenta passar a mensagem de que há mesmo muita BD que não é para crianças... os adultos devem começar a pensar que a BD também é para eles !
Parabéns à editora Pedranocharco, que fez um livro de capa mole resistente a provas bastante duras sem se descolar, não se pode dizer o mesmo de editoras de topo estrangeiras, em que os livros se desfazem literalmente aos bocados.

P.S.: Álvaro, se leres isto, tenho a dizer-te que nunca, mas nunca abdicarei do livro de papel para a minha leitura... digital só para informação! Esta é a minha opinião. Nesse futuro onde abater uma árvore pode ser um crime, eu gostava de saber como o vulgar cidadão irá limpar o seu "rabiosque"!

P.S.2: Peço desculpa pelo scan da prancha do interior do livro ter ficado "torta", mas o livro era do contra, e as três digitalizações que fiz ficaram igualmente "tortas"... não insisti mais!

Softcover (TPB)
Criado por: Álvaro
Editado em 2007 por Pedranocharco
Comprado na Central Comics
Nota : 8 em 10
Deixa o teu comentário

domingo, 27 de abril de 2008

New Avengers : Illuminati


Pimeira opinião sobre o livro! O nome não está bem, pois induz em erro quem olha para o título e pensa que vai comprar ou ler uma estória dos New Avengers. Deveria chamar-se apenas Illuminati , e quanto a mim seria uma boa aposta, sobretudo quando já houve um encontro muito importante entre estes “ilustres” super-humanos… quando os Illuminati decidiram que o Hulk era uma ameaça para a Terra, e o mandaram para o espaço profundo! Isto acto dos Illuminatti deu origem a duas grandes séries: Planet Hulk e World War Hulk. Penso que este importante encontro e decisão dos Illuminati deveria estar contido neste livro!
A estória e de Brian Bendis (sempre ele) e a arte de Jim Cheung, felizmente Leinil Yu não pôs os “lápis” nesta compilação!
Penso que este livro sai para fazer a preparação da mega saga “Secret Invasion”, que já anda a ser preparada por Bendis há muito tempo. No primeiro arco de estória é contado, como os Illuminati, ao reagir a uma pretensa tentativa dos Skulls invadirem a Terra (que os Skrull sempre dissseram ser posse sua), são apanhados e “dissecados” pelos cientistas desta raça, para saber quais os limites dos poderes destes super-humanos:
Illuminati:
- Dr. Estranho (Dr. Strange) : Mestre da magia e misticismo
- Raio Negro (Black Bolt) : Rei dos Inumanos
- Professor X (Charles Xavier) : Fundador dos X-Men
- Homem de Ferro (Iron Man) : Génio tecnológico e líder dos Vingadores
- Sr. Fantástico (Mr. Fantastic) : O maior cérebro do planeta e líder do Quarteto Fantástico
- Namor : Príncipe de Atlantis e Senhor do Mundo Subaquático
Não vou contar como eles conseguiram fugir… Mas quase se pode verificar aqui que eles são responsáveis pelo secretismo insidioso da invasão Skrull, involuntariamente e sem se aperceberem deste facto!
Depois existem três arcos de estória que eu não sei se irão ser importantes para o futuro: um sobre o Beyonder, outro sobre a Manopla e Jóias do Infinito e outro a contar a estória do Marvel Boy (Noh-Varr). O quinto é último arco é sobre a aguardada Secret Invasion! É o prelúdio desta nova mega saga da Marvel! É mostrado o corpo da Elektra Skull pelo Iron-Man aos outros Illuminati… seguidamente são atacados por um Illuminati “falso” pois era um Skull… e está dado o pontapé de saída para a “Secret Invasion”! Recordando, o primeiro indício desta invasão aconteceu em New Avengers #31, que faz parte da compilação New Avengers Vol.6 : Revolution .
Penso que dos Tie-Ins que serão publicados nesta série só serão “compráveis” os New Avengerse e os Mighty Avengers, para além do main-plot Secret Invasion ! Bem... como tenho a série da Ms. marvel completa, se sair algum...
Para os interessados em saber dos encontros entre Illuminati para além dos já falados:
- Primeiro Encontro : em Wakanda, onde Pantera Negra (Back Panther) também fez parte deste grupo, discutiu-se sobre a devastação que grassou depois da guerra Kree-Skrull, e decidiu-se que se encontrariam quando fosse necessário uma decisão difícil, tendo que reunir o máximo concenso entre eles. Pantera Negra foi contra… e abandonou o grupo!
- Sentinela (Sentry) : O Homem de Ferro informa os restantes Illuminati que os Vingadores (Avengers) tinham uma nova formação – New Avengers, e que o desequilibrado Sentry seria incluído, sendo responsabilidade dos Vingadores o seu controle.
- Hulk : os Illuminati decidem mandar o Hulk para um planeta distante, por ser uma ameaça permanente para o planeta Terra. O Dr. Xavier não estava presente e Namor foi o único que votou contra, dizendo que o Pantera Negra tinha razão… e que no fim o Hulk iria procurar vingança!
- World War Hulk : não houve propriamente um encontro, mas sim uma monomental tareia a todos os Illuminati e seus grupos de heróis … o Hulk vingou-se e de que maneira!
Bendis continua grande em tudo quanto contenha o nome "Avengers" e a arte de Jim Cheung é bastante agradavel.

Hardcover
Criado por: Brian Bendis e Jim Cheung
Editado em 2008 por Marvel Publications
Comprado Amazon
Nota : 8,5 em 10
Deixa o teu comentário

sábado, 26 de abril de 2008

Asa Negra


Abriu mais uma loja que vende Banda Desenhada! Chama-se Asa Negra e localiza-se em Almada no Centro Comercial Faraó, loja 4. Hugo Teixeira e Ana Vidazinha são os donos deste estabelecimento, que para além de vender BD também estão disponiveis Jogos de Tabuleiro, Modelismo e Merchandising vário .
Hugo Teixeira é também o autor do Manga Português "Bang Bang", editado o ano passado pela Pedranocharco.
A inauguração é hoje!
Deixa o teu comentário

quarta-feira, 23 de abril de 2008

New Avengers Vol. 7 : The Trust


Não me vou alongar muito com este "The Trust". Acho a estória muito boa, bem pensada, isto para além de ter dado o pontapé de saída para a mega saga da Marvel "Secret Invasion". O leitor que está atento ao Universo Marvel percebe que esta série, a partir deste número, vai fazer um jogo a dois com a série Mighty Avengers . Esta série tem passado desde o inicio por practicamente todas as grandes sagas da Marvel, para além de ser fortemente influênciada por todas elas, é por isso eu acho que é uma das séries que deve ser seguida para quem gosta do Universo Marvel.
Neste momento há uma crise de confiança enorme entre os vários elementos deste grupo de heróis, abalando a sua coesão... acham que um ou mais elementos do grupo pode ser Skrull! Dentro do avião que os tráz do último livro, New Avengers Vol.6 : Revolution, Luke Cage e o Homem-Aranha batem-se de razões, sempre a confiança ou a falta dela, e contra a voz de comando de Cage o Spider-Man serve-se o seu humor! Esta dupla antagoniza-se bastante durante este livro, a voz da razão vem de Wolverine (!!!)! Entretanto o avião tem problemas, despenha-se! A Mulher -Aranha, que já tinha sido da opinião de entregar o corpo da Elektra Skrull ao Homem de Ferro, aproveita a situação e rapta o corpo, desaparecendo em seguida.
Da estória, só vou dizer mais que os New Avengers neste livro perdem dois elementos, a Mulher-Aranha e Dr. Estranho. Já agora, visto que esta formação mudou tanto, vou deixar a última formação e os seus ex. membros !
Actual:
- Luke Cage
- Spider-Man
- Iron Fist
- Wolverine
- Echo
- Ronin (Clint Barton - Hawkeye)
Ex membros:
- Captain America
- Spider-Woman
- Sentry
- Dr. Strange
- Iron Man
Deixei a classificação da arte para o fim propositadamente... até aqui eu ainda suportei a arte de Leinil Yu, mas já não há pachorra para aturar aquele desenho! Não gosto especialmente do traço, para além de chegar à conclusão que o senhor não sabe fazer cenas de acção com múltiplos personagens, fica tudo muitíssimo confuso! Felizmente este foi o último volume desta série em que Leinil Yu é o "senhor do traço" (passou para a mega saga Secret Invasion), esta é a minha opinião que vale o que vale , claro. Isto vai reflectir-se na nota final, só não dou menos porque a estória é boa. Já agora atentem na capa... acho-a feíssima!

Hardcover
Criado por: Brian Bendis e Leinil Yu
Editado em 2008 por Marvel Publications
Comprado Amazon
Nota : 7 em 10
Deixa o teu comentário

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Requiem : O Cavaleiro Vampiro


Imaginem um Universo Paralelo habitado por toda a espécie de criaturas malignas, como Mortos-Vivos, Dragões, Vampiros, enfim... tudo o que foi mau na Terra encarna num destes monstros, ou então lutam contra eles todos os que têm assuntos "pendentes", ou seja vingança! De notar que neste Inferno onde o tempo anda para trás, a casta dominante é a Vampírica que é também onde o mal é encarnado mais refinadamente. A casta dos Vampiros usa uma droga, o Ópio Negro, que os ajuda a esquecer a sua antiga vida, o rei deste Inferno chama-se... Drácula!

Requiem encarna neste mundo como Vampiro, onde é ajudado inicialmente por... ahh , não vou contar! Seria um spoiler do tamanho da estória! Bom... Requiem é morto no fim da 2ª Grande Guerra ao serviço de Hitler...
Infelizmente para ele, a sua alma não é intrinsecamente má, embora tivesse deixado a sua namorada ser presa por ser Judia, e ser levada para um Campo de Morte!
Infelizmente para ele, a sua "namorada" também foi conduzida a este mundo, após ter sido assassinada no Campo de Concentração Nazi, e procura vingança lutando contra as forças de Drácula!
Infelizmente para ele, habita no seu corpo outro ser, Thurim, adversário de Drácula e que lhe faz a vida noutro Inferno. Thurim é tão mau quanto Drácula...
Infelizmente para mim, esta obra de Pat Mills e arte de Olivier Ledroit nunca foi por cá editada, e provavelmente nunca será...
Felizmente sei Inglês e felizmente também, a revista Heavy Metal resolveu editar nos EUA esta magnífica série, à razão de um volume por ano. Para verem como esta série me impressionou, fui investigar em que revistas tinha saído, e importei todas! Foram elas:
- Requiem : Resurrection (H.M.- March 2003)
- Requiem : Gruesome Dance (H.M.- March 2004)
- Requiem : Drácula (H.M.- January 2005)
- Requiem : The Vampire Dance (H.M.- May 2006)
- Requiem : Dragon Blitz (H.M.- May 2007)
- Requiem : Hellfire Club (May 2008)

Esta é uma estória de intriga e traição, sim... o trono de Drácula é apetecivel, e é tambem uma estória de amor, bem difícil, entre Requiem e Rebecca no Inferno!
A arte de Ledroit é super gótica, e é impressionante! Mais não digo... Para quem sabe Francês, posso dizer que a série vai no número sete e eu irei ficar à espera de Maio do próximo ano para comprar outra revista Heavy Metal!



Magazine
Criado por: Pat Mills e Olivier Ledroit
Editado entre 2003 e 2008 por Heavy Metal
Comprado em Heavy Metal e Bulhosa
Nota : 10 em 10
Deixa o teu comentário

quinta-feira, 17 de abril de 2008

Mighty Avengers Vol. 1: The Ultron Initiative


Digamos que gostei deste primeiro livro da série Mighty Avengers... o Homem de Ferro não é o lider, o que muito me apraz, mas sim Carol Danvers (Ms Marvel). É uma estória "à Bendis" e é ilustrada por Frank Cho, um dos meus artistas preferidos do "mainstream" Norte-Americano (há muita gente que acha o contrário, mas gostos são gostos)! A estória começa com Tony Stark (Iron Man) a propor a Carol Danvers (Ms. Marvel) a liderança de um novo grupo de Vingadores, os "Mighty Avengers". Entretanto as condições climatéricas inexplicavelmente começam a ficar fora de controlo, para além de uma anormal actividade sísmica. O Homem de Ferro e a Ms. Marvel escolheram para esta nova equipa :
- Ms. Marvel
- Homem de Ferro (Iron Man)
- Ares
- Sentry
- Viúva Negra (Black Widow)
- Vespa (Wasp)
A equipa enfrenta a primeira emergência quando irrompem do solo em plena cidade monstros e mais monstro do sub-solo, comandados pelo Toupeira (Mole-Man), que queria vingar uma pretensa mão humana na actividade sísmica, que abalou o seu mundo do sub-solo... entretanto a armadura do Homem de Ferro começa a desfazer-se e a procurar uma nova forma. Poucos segundos depois (ou seja: "poucas vinhetas depois") dá-se a transformação completa, e eis que surge o super-vilão Ultron! Não há qualquer dúvida que desta vez a sua entrada foi sensacional, pois em vez do feio robot aparece uma lindíssima mulher nua (ou quase), feita à imagem e semelhança de Janet (a Vespa). A partir daqui informo que o livro se compra em diversas lojas da especialidade portuguesas, pois nos EUA este livro já está a esgotar (eheheh), e que o poderoso Sentry "explode" em todo o seu poder a lutar com Ultron! Esta série deve ser lida ao mesmo tempo que "New Avengers", pois as "story-line" das duas séries a partir daqui vão-se "tocando" amiúde.

Hardcover
Criado por: Brian Bendis e Frank Cho
Editado em 2008 pela Marvel Publications
Comprado em Book Depository
Nota : 8,5 em 10
Deixa o teu comentário

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Clarificação do erro em Castaka


Hoje o editor da Vitamina BD, Pedro Silva, mandou-me um mail a clarificar o erro apontado em Castaka : Dayal, O Primeiro Antepassado , que por mim foi imputado à tradução!
Segue transcrição integral do mail:

Erro em Castaka?
De:
vitaminabd@bdmania.pt
Enviada:
quarta-feira, 16 de abril de 2008 13:56:19
Para:
nuno_amado@hotmail.com

Caro Nuno Amado,
Queira aceitar, antes de mais, os meus cumprimentos.
No decurso das minhas buscas pela internet, visito por vezes o seu blog, o qual me merece grande respeito e consideração.
Numa visita recente, deparei-me com a menção a um alegado erro de tradução no livro CASTAKA, tradução essa que foi da minha responsabilidade. Estranhei bastante tal alegação por ser muito pouco comum, e fui investigar. A conclusão é, de alguma forma, surpreendente: não existe qualquer erro de tradução, como eu suspeitava ( e como se poderá verificar lendo a edição original da Humanoides Associés ), mas existe uma incoerência no próprio original!!! Isto é, os próprios autores (bem como o revisor e o editor na origem) erraram e deixaram passar esse erro para a versão impressa.
Não se trata de uma situação virgem: ao longo dos anos em que tenho estado ligado à edição, já apanhei diversas incoerências ou erros dos autores. Nesses casos, por norma, corrijo as situações para a edição portuguesa. Mas neste caso do CASTAKA, confesso que não "apanhei" o erro da edição original. Erro esse, aliás, que foi comentado em França, como se poderá verificar a seguir:

"...l'auteur nous indique que le peuple des Castaka ont un étendard blanc. Mais quand la reine Castaka se fait enlever dans son jardin, flottent des étendards rouges qui sont normalement la propriété de leur ennemi. Erreur..."

"A noter aussi au niveau des petits reproches une coquille dans une bulle narrative qui m'a induit ensuite en erreur, quand on apprend que les Castaka portent la bannière blanche et leurs ennemis le rouge, alors qu'ensuite c'est l'inverse qui a lieu en pratique."

Estes factos não apagam o erro, mas explicam-no e creio que deixam claro que não se tratou de qualquer erro de tradução. Caso pretenda, pode divulgar o conteúdo desta mensagem.
Com os melhores cumprimentos,
Pedro Silva

PS.: O primeiro volume da edição revista e em novo formato da Casta dos Metabarões deverá ser lançado em Junho, talvez com pré-lançamento durante a Feira do Livro de Lisboa.

Agradeço a clarificação, deste erro que vem do original, e também a informação sobre a data de edição de "A Casta dos Metabarões"!
Deixa o teu comentário

segunda-feira, 14 de abril de 2008

Winx #21 : A Pedra de Shaab


Agora fizeram uma cara surpresa, e não vale a pena negar! Eu sei!
Sim, quem disse que os comics estão fora das bancas enganou-se, pois esta colecção de comics (não sei se mensal ou bimestral) está no número 21 e segundo a menina da tabacaria vêm sempre a tempo e horas, para além de ser raro haver revistas a ser devolvidas ao distribuidor!
A revista fez a alegria da minha filha mais nova, que não estava à espera de tal surpresa, com as suas heroínas Bloom, Stella, Flora, Musa, Tecna e Layla, a protagonizarem mais um episódio, "A Pedra de Shaab", pedra esta que pode significar o fim de Magix, pois inibe o uso de magia! O malvado Belizarius consegue a sua posse... como irão reagir as nossas amigas à chantagem deste empresário sem escrúpulos? Para saber terão de comprar a revista de Junho, com o título "Traição!"...
Temos aqui uma verdadeira série on-going, com continuação para a próxima revista!
A revista é de óptima qualidade, custa 2,95€, e a estória é muita boa para o público alvo! Cinco estrelas!

NOTA:
Podia ter editado o post, mas não o vou fazer! É impressionante como os clientes são enganados... A Tabacaria 212 nem tem culpa! A culpa é da distribuidora "A Logista" que repõe as revistas de maneira a enganar toda a gente! Sim, porque eu pensei estar a comprar a revista deste mês (assim como pensava a menina da Tabacaria...)! Assim, eles distribuiram agora a revista desta altura do ano, mas de 2007! Agora imaginem a minha criancinha a querer responder para aqueles jogos, concursos e afins do ano passado... mais, a revista em lado nenhum tem escrito a que ano corresponde aquele número! Isto é propositado! Só pode! Assim um incauto como eu compra uma revista que pensa que é actual, e começa a colecção com um ano de atraso! Desculpem tanto ponto de exclamação, mas eu ainda estou a fazer a digestão disto... não é o custo da revista, são as estratégias de que as distribuidoras se servem para enganar, sim... isto chama-se enganar. A nota que eu dei à revista baixou para 5, porque fui enganado. Segundo um dono de quiosque mais atento, Hugo Teixeira do Porto, a revista vai no nº 31!
Eu sempre afirmei que a BD está onde está porque as distribuidoras, que se pagam régiamente, assim o querem!
O grande cancro da BD em Portugal são as distribuidoras, assim o afirma Nuno "Bongop" Amado.

Revista (Comic)
Criado por: Igínio Straffi
Editado em 2007 pela Rainbow
Comprado em Tabacaria 212 (Galerias do Alto da Barra)
Nota : 5 em 10
Deixa o teu comentário

sábado, 12 de abril de 2008

Singularity 7


Ben Templesmith é um daqueles artistas de que eu sinto sempre uma séria resistência a comprar o que quer que seja. A sua arte não me entra logo, não me provoca grande prazer inicial... só depois de ler umas quantas páginas é que o leitor (neste caso eu) sente que aquela arte joga a 100% com a estória! Templesmith faz aqui a sua iniciação como escritor, ou seja, este livro é todo dele! Depois da colaboração com Steve Niles em "30 Days of Night", que teve direito a filme, Templesmith cria a estória dentro do género que gosta mais... um filme negro, que mistura terror com ficção ciêntifica.
Durante uma noite, viajando junto com um meteoro, as microscópicas Nanites chegam à Terra. Fundem-se com o cérebro do primeiro homem que encontram, Bobby Hennigan, que aqui passa a ser Singularity (Singularidade)...
Ao princípio foi tudo uma maravilha! Bobby descobre que pode fazer coisas... então, idealisticamente dirige-se às Nações Unidas dizendo que podia construir máquinas para purificar a atmosfera, acabar com as doenças ou acabar com todas as guerras! E assim foi! Depois foi o pesadelo... A Singularidade torna-se Deus, um Nexus absorvente de tudo quanto é vivo! Começa a transformar toda a atmosfera do planeta, tornando-a venenosa para todos os seres vivos, as Nanites alimentam-se imediatamente de qualquer ser vivo que apanhem, criações aberrantes da Singularidade patrulham a superfiície, à procura de Humanos, que agora se escondem em abrigos subterrâneos! Mas (há sempre um "mas"), sete humanos são resistentes às Nanites, tornando-se assim os únicos seres vivos a poder passear na superfície. É sobre este grupo de seres que recai a responsabilidade de lutar contra a Singularidade!
A estória demonstra ser sólida e imaginativa. A arte de Templesmith... bem... não é uma arte fácil de assimilar! Ele usa um traço rude e "grosso" ao mesmo tempo que por vezes parece infantil, tudo isto com um grande grau de abstracionismo em que os tons predominantes são o negro e o cinzento, oscilando com cores extremamentes quentes e fortes e inserindo por vezes algumas figuras que parecem desenhadas a partir de fotos! É uma arte estranha, mas que assenta como uma luva neste tipo de estória. Quando lhe foi pedido para descrever a estória, ele respondeu: "It's like fried lamb brains chased down with 3 shots of vodka". Acho que isto diz tudo ...

Softcover (TPB)
Criado por: Ben Templesmith
Editado em 2005 por IDW Publishing
Comprado na Amazon
Nota : 8,5 em 10
Deixa o teu comentário

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Spider-Man / Red Sonja


Como me recuso a comprar livros do Spider-Man que tenham saído depois da "magia" de "One More Day" e "Brand New Day", ou que tenham a ver com este novo Aranhiço adolescente e solteiro novamente (não há pachorra para estes reboots...), aproveito para de vez em quando adquirir um livro deste herói que não tenha nada a ver com a série on-going.
Este livro é um exemplo disso, e é um exemplo também de como a Banda Desenhada pode ser descomplicada e divertida, com estórias simples e uma arte agradável! Este livro tem também a particularidade de no fim estar reeditado o primeiro crossover (bem mais antigo) que aconteceu entre estes dois heróis de épocas diferentes, aliás, recomendo a quem comprar este livro a ler primeiro esta estória, "Sword of the She-Devil".
Resumindo... um senador Norte Americano não resiste à tentação de colocar no seu pescoço um colar exposto num museu, fazendo com que Kulan Gath, o feiteiceiro Hyperboreo, encarne neste. Mais uma vez o inimigo da heroína Hyrkaniana é chamado ao nosso tempo, mas desta vez mais poderoso, pois consegue fazer retroceder, e transformar através de magia uma boa parte de New York e seus habitantes à imagem da sua era! Para seu azar, o Homem-Aranha é imune à sua magia, e mais uma vez Mary Jane Watson,a mulher do Aranhiço, "é chamada" a empunhar a espada da Hyrkaniana, fazendo com que Red Sonja encarne novamente nesta ruiva.
Como é lógico, não vou contar o resto, nem mais pormenores... mas não resisto a dizer que Venom tem uma palavra a dizer, para além de outros vilões que também fazem uma "perninha" nesta estória!
O livro acaba com "The End ?", deixando lugar para mais alguma evolução sobre estórias deste duo, se as duas editoras, Marvel (Spider-Man) e Dynamite (Red Sonja) assim o entenderem.

Hardcover
Criado por: Michael Oeming e Mel Rubi
Editado em 2008 pela Marvel Publications e Dynamite Entertainement
Comprado em Amazon
Nota : 7,5 em 10
Deixa o teu comentário

segunda-feira, 7 de abril de 2008

Castaka : Dayal, O Primeiro Antepassado


Depois da série "A Casta dos Metabarões", editada quase toda entre nós pela Meribérica, a Vitamina BD editou o primeiro tomo da prequela com o nome de "Castaka". Esta editora, em princípio, vai editar também a referida Casta dos Metabarões completa!
O livro começa com o pai de Othon, que é o personagem principal do vol.1 da série "A Casta dos Metabarões", a desafiar o jovem para o nosso conhecido duelo pai/filho, tradicional entre os Metabarões. Contrariamente ao costume é o pai a vencer o duelo de morte, mas quebra as regras não o matando... as regras têm sempre uma excepção, diz o pai!
Então conta a Othon a estória da sua família desde a sua génese! Vamos ficar a saber os primórdios desta família, a Castaka!
Alejandro Jodorowsky, com Moebius (Jean Giraud), iniciou o seu apelidado "Jodoverso" com a excelente série "O Incal", que está completa em Português (6 volumes da Meribérica). Com o sucesso obtido surge a prequela "Antes do Incal", com Zoran Janjetov, seguido da tentativa de sequela "Depois do Incal", que penso ter sido abandonada ou posta em lista de espera... Durante esta confusão de Incal, Jodorowsky pega num dos personagens mais carismáticos da série "O Incal", o mercenário Metabarão! Com Juan Giménez cria a série atrás referida,"A Casta dos Metabarões"! O sucesso da série foi enorme, talvez por isso venha agora mais uma prequela, para o já enorme "Jodoverso"! Falando de "Jodoverso", esqueci de mencionar um outro livro em que os personagens também surgem do Incal, "Os Tecnopapas", também com Zoran Janjetov.
A "Castaka"tem arte de Das Pastoras, que ao princípio me foi um bocado difícil de acostumar, pois estava com o traço de Jiménez na cabeça, relativamente a Metabarões. A arte de Das Pastoras é boa, e a estória tem todas as condições para dar uma óptima prequela! Pelo menos começou bem (eu não costumo gostar de prequelas...), vamos ficar á espera do segundo tomo !

P.S.: Tenho de referir que existe um erro de tradução, que provoca alguma confusão. Na página 10 as cores dos clãs estão invertidas: no texto diz que os Amakura são bandeira vermelha e os Castaka bandeira branca, quando é exactamente o contrário!

Hardcover
Criado por: Alejandro Jodorowsky e Das Pastoras
Editado em 2008 pela Vitamina BD
Comprado em Bulhosa
Nota : 8,5 em 10
Deixa o teu comentário

domingo, 6 de abril de 2008

Galeria de Arte em Carcavelos - Abril/2008


A Junta de Freguesia de Carcavelos cedeu uma parte das suas instalações para uma mostra/venda de pintura.
A principal razão deste meu post, é a pintora Branca Rodrigues, que tem o pseudónimo de Bianca (acho super piroso, este "Bianca"... mas enfim...). Esta pintora tem a particularidade de ser minha mãe :-)
Portanto não podia deixar de fazer menção a uma galeria de arte onde trabalhos da minha mãe são exibidos!
Já agora, o valor marcado é de 450€ ! Ambas as pinturas são a óleo sobre tela.
Gosto muito do quadro que está em primeiro lugar, Canavial, sendo o título do segundo Espelhos de Lisboa.
Deixa o teu comentário

sexta-feira, 4 de abril de 2008

Capas


Capa do livro Sandman Companion, que eu adoro.... a capa ... li muito pouco desta excelente série de Banda Desenhada da autoria de Neil Gaiman !
:-)
Deixa o teu comentário

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Iron Empires


Iron Empires é uma série de , até agora, dois volumes compilados pela Dark Horse. O autor é o consagrado artista Christopher Moeller, que nesta série mostra que também sabe contar uma estória, imaginação não lhe falta! Este pintor já trabalhou em títulos bastante conhecidos, com por exemplo JLA : League of One e JLA Classified: Cold Steel.
Neste cenário, os Humanos estão espalhados pela Via Láctea por oito grandes nações. Estes são a reminiscência da decadente civilização Humana... Esta decadência é aproveitada por uma raça parasita, os Vaylen, não obstante ests só possam ser introduzidos num corpo humano atraves de cirurgia, ou seja, não é tipo os Goul´d do Stargate embora o bicho pareça uma minhoca! O fim de qualquer parasita é a subjugação do hospedeiro e nisso estes Vaylen são bons ...
No primeiro volume, Faith Conquers, o "Cotar-Fomas" (alto grau na hierarquia militar da Igreja) Trevor Faith mais os seus "Ratos Cinzentos" (assim chamado o seu grupo de elite) é enviado para os limites do Império (Nação Teocrática), ao planeta Hotok, para investigar possiveis traições e eliminar tudo quanto fosse passivel de estar nas mãos dos Vaylen. No fim deste volume há uma pequena estória, que presumo que será importante para o futuro desta série.
A escrita neste primeiro volume é um pouco crua, mas a estória é muito boa! Moeller sabe bem como encadear todos os passos da estória, mantendo o leitor bem preso na trama...
No volume dois, Sheva´s War, retrata uma outra nação com os mesmos problemas da anteriormente descrita : os parasitas Vaylen !
Nesta nação, Karsan League, e num planeta fronteiro, Taramai, a classe Nobre tem poderes telepáticos muito poderosos, podendo mesmo controlar um corpo a fazer o que o telepata quiser! É a estória da Condessa Sheva, da sua luta para manter os invasores fora do seu pequeno planeta e de como ela lutou contra o seu antigo professor, agora traidor ao serviço dos Vaylen!
Tenho uma reclamação a fazer... Os TPB da Dark Horse não são de grande qualidade... em sete que eu tenho, a três se descolou a lombada do livro! Uma nota bem negativa para a editora !

Softcover (TPB)
Criado por: Christopher Moeller
Editado em 2004 por Dark Horse
Comprado na Amazon
Nota : 8 em 10
Deixa o teu comentário