terça-feira, 10 de Julho de 2012

X-Men: Children of the Atom (Os Filhos do Átomo)

Coloquei à disposição dos leitores deste blogue três opções para o post seguinte, e foi este que foi o escolhido (com poucos votos, é certo...).
Os Filhos do Átomo, próximo livro da colecção Heróis Marvel , é a origem da formação
inicial dos X-Men recontada por Joe Casey e Steve Rude no final dos anos “90”. Este TPB no original encontra-se completamente esgotado, e será com certeza um bom livro para esta colecção. Não é uma estória nova, mas ao fim e ao cabo também não é material novo.
Casey teoricamente deveria ter colocado temporalmente a estória nos anos “60”, aquando do surgimento dos X-Men, mas o anacronismo dos computadores e outra tecnologia baralha isto… e também penso que alguns destes X-Men originais não estão bem construídos psicologicamente, caso mais graves: Bobby e Jean Grey! Então esta importante personagem feminina dos X-Men está mesmo pobre… Para além disso acho que falhou um pouco na profundidade que deveria ter dado a elementos de ódio racista e na suposta parte policial da estória, que poderia ser mais bem aproveitada.
Não contando com estes pormenores menos bons do livro, acho que esta origem recontada se lê muito bem, os estigmas sociais relativos aos mutantes estão lá todos, e os polos Professor Xavier / Magneto funcionam bem. As sementes manipuladoras do Professor estão bem claras nesta estória, e não, ele não é assim tão bonzinho como faz querer parecer…
Acho que Steve Rude se portou muito bem artisticamente, com um traço retro a fazer lembrar os antigos artistas da Marvel que fizeram estória nos anos “60”.
É claro que foi muito conveniente colocar três dos originais X-Men na mesma escola secundária, facilita a acção centrada no Professor.
Os mutantes começam a ser perseguidos em todo o lado devido a vários acidentes, e os bullies da escola iniciam o seu trabalho começando a perseguir mutantes. Xavier começa os seus contactos com mutantes nesta mesma escola (excepto Jean Grey e mais tarde o Anjo), assim como o racista/xenófobo/nazi William Metzger começa a recrutar os seus soldados anti-mutantes. Xavier tem um aliado no FBI, o agente Duncan, que o apoia na tentativa de escudar os novos mutantes.
Basicamente é isto… recrutamento, treino e união da primeira equipa de X-Men!
Os dois momentos que eu adorei graficamente tiveram como protagonista o Anjo. A primeira vez que o livro nos mostra o Anjo a voar, e mais tarde fugindo a um Sentinela estão muito bons, e ficaram-me na retina!
A capa que eu coloquei no topo é da colecção “Heróis Marvel ” e a original (referente a esta crítica) está aqui em baixo, as páginas apresentadas também são retiradas do original, visto que ainda não tenho acesso ao livro.




Boas leituras

TPB
Criado por: Joe Casey e Steve Rude
Editado em 2000 pela Marvel
Nota: 7 em 10

23 comentários:

Arion disse...

Se ve estupendo. Sobre toda esa última portada que retrata tan bien las personalidades de los X-Men tal como aparecían en las historias clásicas de Lee y Kirby.

Nuno Amado disse...

Arion
Essa última capa é bastante boa sim!
Penso que o autor é o Esad Ribic!
;)

Diabba disse...

Nunca gostei no Professor Xavier. O Magneto é muito mais credível, e nem sequer é "mau" no sentido de má pessoa, parece-me que só tenta proteger os seus. E isso, não tentamos todos?
enxofre

Luis Sanches disse...

O Xavier nos ultimos anos tem sofrido muito com as histórias que foram aparecendo. Ele era um pouco santinho sem sal no inicio e tornaram-no num homem maquiavélico. Não sei qual das duas versões gosto menos.
Também sempre gostei mais do Magneto, mas por outras razões. Ele realmente tentava proteger os seus, mas tinha uma pancada enorme :D:D:D Sempre adorei vilões assim. Perigosissimos devido à pancada megalómana que têm. Magneto, Doom, mas o meu favorito não tem poderes...Joker :D Pancada a sério é o superpoder dele.

Optimus Prime disse...

Ainda nem acabei de ler o 1,e já tem critica aos 2 :O
Nem sabia da votação :O
Quanto ao Xavier ele começou a ser estragado na Fase Lobedell quando foi revelado que a Storm tinha obedecido a um comando telepático,para se unir a equipa,a partir dai foi sempre a descer até ao Massacre/Devastação.

Luis Sanches disse...

Pois é. E o mais triste é quando fazem isto indo contra o que se escreveu sobre a personagem anteriormente. Não tenho amor especial pelo Xavier, mas a verdade é que o personagem original tinha repudio por esse tipo de acções e demonstrou-o várias vezes. Este tipo de alterações no Xavier fazem com que todas as primeiras batalhas e discussões entre ele e o Magneto se tornem estupidas, visto que ele deixou de ser um idealista e passou a ser mais um tipo cínico.

Guy Santos disse...

As duas capas são muito bonitas, assim como estas páginas, Steve Rude manda muito bem!

Nuno Amado disse...

Diabba
Dou-te todav a razão, e o Magneto neste momento está sob as ordens de Cyclops...
:D

Luis Sanches
Lá está! O Magneto era um bom vilão... agora não sei o que é!
Quanto ao Xavier, os vários escritores por quem passou foram-no demonizando...
;)

Optimus
A votação ocorreu na página do Facebook do Leituras de BD!
Houve poucos votos, mas foi isto que quiseram.
;)

Guy santos
Steve Rude é a mais-valia deste livro!
;)

Venerável Victor disse...

As capas são maravilhosas nessa série. Apesar de concordar que faltou mais aprofundamento no Homem de Gelo e na Garota Marvel, achei muito interessante finalmente numa história de origem, o Professor X ser retratado como um camarada que tem SIM seus defeitos...não é tão santo assim. Boa leitura, merece ser guardada para sempre!

Loot disse...

Se há coisa que me custa ler nos X-men actualmente (voltei a pegar-lhes agora) é precisamente ver o Magneto a receber ordens do cyclops.

É que "no way in hell"

Nuno Amado disse...

Venerável Victor
As capas das revistas originais são boas sim.
O Homem de Gelo é tratado como um puto super introvertido, coisa que a completa antítese do Bobby! Não é assim que ele é conhecido... aliás ele é muito tipo o Tocha Humana, ou seja, show off man. A Garota Marvel neste livro quase que parece uma autista... pobre! Estas são falhas parvas do livro!
:\

Loot
Sim, o Magneto receber ordens do Cyclops é um muito WTF... não acontece neste livro, mas na actualidade X-Men.
:|

Alex D'ates disse...

Material pra colecionador. Não se pode perder a oportunidade de colocar as mãos numa publicação destas.

Infelizmente, de longe, não é das minhas preferidas dos filhos do átomo. Mas vale o esforço.

Nuno Amado disse...

Alex D'ates
Concordo contigo letra por letra...
;)

Optimus Prime disse...

"nfelizmente, de longe, não é das minhas preferidas dos filhos do átomo. Mas vale o esforço"

Ainda por cima tinham acesso a Material melhor e Clássico como a Saga de Fénix,e e traduzem isto eu comprei mas ainda nem abri.

Optimus Prime disse...

"Os dois momentos que eu adorei graficamente tiveram como protagonista o Anjo. A primeira vez que o livro nos mostra o Anjo a voar, e mais tarde fugindo a um Sentinela estão muito bons, e ficaram-me na retina!"

Pena que o Anjo de verdade é a Versão Arcanjo em qualquer media com as Asas Metálicas o Anjo original não é grande coisa.

Nuno Amado disse...

Optimus
Na realidade a Saga da Fenix Negra seria uma excelente escolha, eu pelo menos prefiro.
Quanto ao Anjo, se isto isto é um livro de origens, ele não pode ter as asas metálicas!
:P

Optimus Prime disse...

Eu acabei de ler e não achei nada de especial,serve para passar o tempo e pouco mais.
E no Índice ainda se nota 1 erro mal traduzido da versão espanhola "Dibujo" no lugar de desenho,a partir da pagina 109,além do mais a encadernação pelo menos a minha da ideia que foi mal cosido criando a ilusão de paginas a cair.

"Quanto ao Anjo, se isto isto é um livro de origens, ele não pode ter as asas metálicas!"

Pois,mas dava-lhe algum Fire Power contra o Proto-Sentinela,em vez disso teve que fugir senão.....

Nuno Amado disse...

Optimus
Estava lá o Magneto para dar uma ajudinha...
:P

Luis Sanches disse...

Penso que o Arcanjo tem um nivel muito alto não só de poder como também de confiança que não seriam adequados ao Warren que nesta histórias se retrata. Claro que também prefiro o Arcanjo. Aliás, quando ele apareceu pela primeira vez pensei logo que agora sim, o Anjo fazia parte de um grupo de personagens muito mais interessantes e perigosos.

pco69 disse...

Tenho adquirido os livros ao ritmo normal. Ou seja, tenho neste momento o Thor aqui ao lado.

Aberto.

E está aberto porquê? Porque têm um CHEIRO irritante! Já quando abri o Capitão América, se espalhou um cheiro agoniativo no ar.

E agora o Thor... Que raio de tinta é que foi usada?????

Sabes de algum sitio onde se possa reclamar com a editora?

André Azevedo disse...

pco69,

Queres reclamar com a editora por causa do cheiro das tintas do livro?

Bem... acho que, em cerca de 30 anos de leituras, é a primeira vez que leio isso.

Ainda me consigo surpreender com o mundo da BD e seus leitores.

pco69 disse...

A minha "reclamação" não é relativa ao 'mundo BD'. É relativa a um cheiro extremamente intenso que emana do livro! De tal forma que quando o abri (no meu local de trabalho) os dois colegas que trabalham ao meu lado, comentaram e reclamaram do cheiro que vinha do livro.

Mas serão apenas os meus exemplares que deitam um cheiro agoniativo quando são abertos?

Nuno Amado disse...

pco69
Olha, eu apanho cheiros bem piores de tinta quando desembrulho os Absolutes! LOL
É normal nos livros que vêm embalados, até o Thorgal tinha bastante cheiro a tinta...
;)