terça-feira, 10 de julho de 2012

X-Men: Children of the Atom (Os Filhos do Átomo)

Coloquei à disposição dos leitores deste blogue três opções para o post seguinte, e foi este que foi o escolhido (com poucos votos, é certo...).
Os Filhos do Átomo, próximo livro da colecção Heróis Marvel , é a origem da formação
inicial dos X-Men recontada por Joe Casey e Steve Rude no final dos anos “90”. Este TPB no original encontra-se completamente esgotado, e será com certeza um bom livro para esta colecção. Não é uma estória nova, mas ao fim e ao cabo também não é material novo.
Casey teoricamente deveria ter colocado temporalmente a estória nos anos “60”, aquando do surgimento dos X-Men, mas o anacronismo dos computadores e outra tecnologia baralha isto… e também penso que alguns destes X-Men originais não estão bem construídos psicologicamente, caso mais graves: Bobby e Jean Grey! Então esta importante personagem feminina dos X-Men está mesmo pobre… Para além disso acho que falhou um pouco na profundidade que deveria ter dado a elementos de ódio racista e na suposta parte policial da estória, que poderia ser mais bem aproveitada.
Não contando com estes pormenores menos bons do livro, acho que esta origem recontada se lê muito bem, os estigmas sociais relativos aos mutantes estão lá todos, e os polos Professor Xavier / Magneto funcionam bem. As sementes manipuladoras do Professor estão bem claras nesta estória, e não, ele não é assim tão bonzinho como faz querer parecer…
Acho que Steve Rude se portou muito bem artisticamente, com um traço retro a fazer lembrar os antigos artistas da Marvel que fizeram estória nos anos “60”.
É claro que foi muito conveniente colocar três dos originais X-Men na mesma escola secundária, facilita a acção centrada no Professor.
Os mutantes começam a ser perseguidos em todo o lado devido a vários acidentes, e os bullies da escola iniciam o seu trabalho começando a perseguir mutantes. Xavier começa os seus contactos com mutantes nesta mesma escola (excepto Jean Grey e mais tarde o Anjo), assim como o racista/xenófobo/nazi William Metzger começa a recrutar os seus soldados anti-mutantes. Xavier tem um aliado no FBI, o agente Duncan, que o apoia na tentativa de escudar os novos mutantes.
Basicamente é isto… recrutamento, treino e união da primeira equipa de X-Men!
Os dois momentos que eu adorei graficamente tiveram como protagonista o Anjo. A primeira vez que o livro nos mostra o Anjo a voar, e mais tarde fugindo a um Sentinela estão muito bons, e ficaram-me na retina!
A capa que eu coloquei no topo é da colecção “Heróis Marvel ” e a original (referente a esta crítica) está aqui em baixo, as páginas apresentadas também são retiradas do original, visto que ainda não tenho acesso ao livro.




Boas leituras

TPB
Criado por: Joe Casey e Steve Rude
Editado em 2000 pela Marvel
Nota: 7 em 10
Deixa o teu comentário

Enviar um comentário